Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita rosa dedicado ao mês de Outubro em razão da campanha Outubro Rosa.

Trabalho e desenvolvimento

E. Mz. Capitão Costa recebe ações do Programa Saúde na Escola

Por Gabrielly Costa em 10/10/2018
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia promoveu nesta quarta-feira (10) na E. Mz. Capitão Costa, no bairro Cruz, as palestras sobre combate ao aedes aegypti do Programa Saúde na Escola (PSE). Com o objetivo de contribuir para a formação integral dos alunos por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, as atividades mobilizaram alunos e profissionais da unidade escolar. A ação é uma iniciativa da Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria de Educação.


A Prefeitura de São Pedro da Aldeia promoveu nesta quarta-feira (10) na E. Mz. Capitão Costa, no bairro Cruz, as palestras sobre combate ao aedes aegypti do Programa Saúde na Escola (PSE). Com o objetivo de contribuir para a formação integral dos alunos por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, as atividades mobilizaram alunos e profissionais da unidade escolar. A ação é uma iniciativa da Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria de Educação.



Para a professora de Ciências da unidade, Priscila Marques, o trabalho promovido pelo Programa Saúde na Escola enfatiza ainda mais o conteúdo que já é trabalhado dentro da sala de aula. “Essa é uma maneira de você multiplicar essa informação e até mesmo demonstrar para eles o quanto isso é importante. Nós trabalhamos o assunto dentro de um conteúdo, mas tem aquela questão de cobrar numa prova e os alunos acabam achando que é só isso, que é só por essa cobrança. Acho que o projeto é muito válido porque a gente consegue explorar de outra maneira, trazendo pessoas diferentes, para poder conscientizar os alunos, o que torna nosso trabalho mais valorizado”, declarou.



Na ocasião, o guarda de endemias Alexandre Petra promoveu palestras sobre o combate ao mosquito aedes aegypti e esclareceu eventuais dúvidas dos alunos, que se mostraram bastante participativos. O conteúdo abordou questões relacionadas ao ciclo de vida do inseto, os vírus transmitidos por ele, os sintomas de cada doença e os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito. A programação do dia também contou com a participação da coordenadora do Programa Saúde na Escola, Luciana Bueno, e da coordenadora de Saúde Preventiva da SEMED, Maria Regina Silveira.



Moradora do bairro Rua do Fogo, a aluna do 9º ano, Duana Santos, compartilhou sua opinião sobre a ação. “Achei a palestra muito boa, porque nos alerta sobre o que pode acontecer. São várias doenças e causas que as pessoas acham banais, porque escutam sempre, e mesmo assim não dão importância. Nós podemos alertar outras pessoas também, como nossos avós, pais, tios e vizinhos, sobre a importância de limpar as calhas, proteger a caixa d’água, limpar o quintal, tirar vasilhas e pneus que estejam largados. Essa foi uma ação super bacana e positiva”, afirmou a estudante de 16 anos.



Ao todo, o PSE passará por 30 unidades escolares da rede municipal de ensino de São Pedro da Aldeia, levando atividades de conscientização nos períodos da manhã e da tarde. Após as palestras sobre os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito, o “Saúde na Escola” promoverá encontros sobre saúde bucal.

A auxiliar de Gestão da E. Mz. Capitão Costa, Cláudia Brandão, falou sobre a iniciativa. “É muito útil e necessário para a nossa comunidade. O esclarecimento sobre as endemias que estão acontecendo são muito eficazes nesse momento. Nossos alunos são participativos, eles gostam bastante desse tipo de atividade e compartilharão todo o aprendizado de hoje, inclusive com a cartilha que receberam para auxiliar”, ressaltou.




A iniciativa já visitou escolas dos bairros Botafogo, São Mateus, São João, Colina, Ponta do Ambrósio, Jardim Primavera, Baixo Grande, Morro do Milagre, Vinhateiro, Sapiatiba, Poço Fundo e Porto da Aldeia. Durante os encontros, os estudantes recebem cartilhas e checklist temática. 

Aluna da turma 900, Beatriz Santana, de 15 anos, destacou que os participantes poderão compartilhar as informações que receberam em relação aos cuidados necessários para evitar a proliferação do aedes aegypti. “A palestra foi muito boa para orientar os alunos. Ainda tem muita gente que não sabe como lidar com o mosquito, então é bom estar alertando, ele pode transmitir várias doenças, que pode até levar a óbito. Dessa forma, nós poderemos conversar com pessoas mais velhas na hora de limpar a casa”, disse.



            O Programa Saúde na Escola foi instituído em 2007 como uma política intersetorial da Saúde e Educação voltada a crianças, adolescentes, jovens e adultos, tendo como base a integração e articulação entre a rede básica de Saúde e unidades escolares.

“A palestra foi boa, vai incentivar muitas pessoas a mudarem. Deu para tirar bastante dúvida em relação ao assunto, vou levar essas informações para a casa e compartilhar com a minha família”, comentou a aluna do sexto ano, Evellyn da Silva.