400 anos de são pedro da aldeia

É Tempo de Viver Bem

Prefeitura promove 1º Encontro de Técnicos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Por Gabrielly Costa em 12/04/2017
Imagem da Notícia: A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou nesta quarta-feira (12) o 1º Encontro de Técnicos de Referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Em torno de 15 profissionais participaram da reunião, que aconteceu no auditório da Associação, Comercial, Industrial, Turística e Agrícola do município (Aciaspa) e foi ministrado pelo assessor técnico das Proteções Básicas, Igor Fernandes.

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou nesta quarta-feira (12) o 1º Encontro de Técnicos de Referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Em torno de 15 profissionais participaram da reunião, que aconteceu no auditório da Associação, Comercial, Industrial, Turística e Agrícola do município (Aciaspa) e foi ministrado pelo assessor técnico das Proteções Básicas, Igor Fernandes.



De acordo com o assessor técnico Igor Fernandes, a proposta é elaborar um planejamento em parceria com os profissionais para construir em conjunto o SCFV. “Os técnicos acabam ficando distantes até dos planejamentos que partem da gestão, mas não queremos confeccionar coisas que vem ‘de cima para baixo’. Precisamos construir com eles e entender os entraves que enfrentam, ouvir suas necessidades”, falou.



O encontro reuniu os técnicos de referência de SCFV dos seis Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. Buscando escutar os profissionais e desenvolver ideias, a iniciativa discutiu desafios, necessidades e sugestões dos profissionais. A previsão é de que novos encontros com os técnicos de referência e os orientadores sociais aconteçam ao decorrer do ano.



O SCFV é organizado em grupos de convivência e percursos, que têm como objetivo prevenir e proteger os usuários de riscos e violações de direitos por meio do fortalecimento de seus vínculos familiares e comunitários. Todos os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos se organizam em torno do serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), sendo a ele articulados.