Brasão da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia com fita azul dedicado ao mês de Novembro em razão da campanha Novembro Azul.

Trabalho e desenvolvimento

Banner: Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Saúd

Série "São Pedro da Aldeia 402 anos" - de Freguesia a Polo Industrial

Por Gabrielly Costa em 13/05/2019
Imagem da Notícia: Às margens da maior laguna de água salgada do mundo, São Pedro da Aldeia celebra no dia 16 de maio 402 anos de fundação. Nascida “Aldêa de Sam Pedro do Cabo Frio”, as terras aldeenses eram vistas pelos representantes da Coroa Portuguesa com três objetivos: um ponto estratégico para defender a recém-fundada cidade de Cabo Frio, o Rio de Janeiro e o litoral sul do país; sob o ponto de vista religioso de salvar as almas dos gentios, convertendo-os a religião cristã; e com o objetivo econômico de conquistar e colonizar as terras dos selvagens Goitacazes, situadas entre o litoral norte do Estado e o sertão do Rio Paraíba. Após mais de quatro séculos, um dos pontos se mantém: a localização estratégica.

Às margens da maior laguna de água salgada do mundo, São Pedro da Aldeia celebra no dia 16 de maio 402 anos de fundação. Nascida “Aldêa de Sam Pedro do Cabo Frio”, as terras aldeenses eram vistas pelos representantes da Coroa Portuguesa com três objetivos: um ponto estratégico para defender a recém-fundada cidade de Cabo Frio, o Rio de Janeiro e o litoral sul do país; sob o ponto de vista religioso de salvar as almas dos gentios, convertendo-os a religião cristã; e com o objetivo econômico de conquistar e colonizar as terras dos selvagens Goitacazes, situadas entre o litoral norte do Estado e o sertão do Rio Paraíba. Após mais de quatro séculos, um dos pontos se mantém: a localização estratégica.



A trajetória sociopolítica-econômica tem início em 1617, como uma aldeia constituída por 500 índios já catequizados e trazidos do Espírito Santo. “Com o tempo os índios foram envelhecendo e a população não cresceu no mesmo ritmo. Por outro lado, a igreja jesuítica começou a precisar de obras, então a solução foi o homem branco aforar terras aqui”, explica o historiador Geraldo Ferreira.



O aumento da população de homem branco e a aculturação dos indígenas resultaram na extinção da aldeia em 1878. No período imperial, no século XIX, a história aldeense era escrita como uma Freguesia de Cabo Frio. A primeira emancipação veio no ano de 1890, no período da República Velha, quando um decreto assinado pelo então governador Francisco Portella criou o município de Sapeatiba.



A vida do município foi efêmera e se extinguiu em maio de 1892, voltando a integrar o território de Cabo Frio. Mostrando o poder da população aldeense, os habitantes da Freguesia não aceitaram a regressão e, em 17 de dezembro de 1892, a Lei nº 35 restaurou a emancipação política-administrativa, atribuindo o histórico nome de São Pedro da Aldeia. 



Outro grande marco da história aldeense foi a criação da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA), uma organização militar da Marinha do Brasil. Criada em 10 de maio de 1966, a Base é a única do tipo. “Ter a única Base Área Naval do Brasil aqui é muito interessante, mostra que a localização geográfica da cidade foi muito útil no passado, sob o ponto de vista estratégico-militar, e hoje também”, comenta Geraldo Ferreira. 



Se antes o intuito era proteger a cidade vizinha, hoje o município aldeense caminha para se tornar o maior polo de empregos da região. Os investimentos na área de desenvolvimento econômico geram, desde 2013, grandes frutos e fazem da antiga aldeia uma das cidades que mais crescem e se desenvolvem na Região dos Lagos.



Devido à posição geográfica central em relação aos outros municípios da região e às ações do Governo Municipal, é possível atrair e incentivar a instalação de grandes empresas, que geram trabalho e renda para grande parte da população, além de trazer recursos para os cofres públicos. Nos últimos cinco anos, o município registrou em média a abertura de duas empresas a cada dia. Foram 3540. Só em 2018, foram 824.



Dessa forma, é possível investir cada vez mais em áreas como Saúde, Educação, Segurança e bem-estar dos aldeenses.

Ao alcançar a marca de 402 anos de existência, São Pedro da Aldeia e seus moradores celebram dias de progresso e diversas conquistas, que não irão parar por aqui. 


Acompanhe no vídeo uma entrevista especial com o historiador Geraldo Ferreira: